COT: CHARLIE.OSCAR.TANGO. POR DENTRO DO GRUPO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS DA POLÍCIA FEDERAL

Autores: Eduardo Maia Betini / Fabiano Tomazi
ISBN: 978-85-274-1147-9
Ano: 2012
Número de páginas: 288

de R$ 38,00 por R$ 34,20

Charlie Oscar Tango. Não poderia ser outro o título desse livro escrito por Eduardo Betini e Fabiano Tomazi que, com a profundeza necessária, coloca o leitor por dentro de toda complexidade que envolve as atividades dos policiais que atuam no Grupo de Operações Especiais da Polícia Federal. Os bastidores dos treinamentos, os casos concretos, a adrenalina das missões fazem com que o leitor não consiga deixar de lado a leitura desse livro que, certamente, passará a ser referência nacional e internacional sobre o assunto. Muito pouco se tem discutido sobre o profissional de operações especiais, que dedica sua vida aos treinamentos para manter em segurança a nossa sociedade. Esse livro vem a preencher essa lacuna, permitindo, aos demais policiais, como também ao público em geral, que tomem conhecimento da seriedade do trabalho desenvolvido, principalmente, pela Polícia Federal. Ficam registrados, aqui, os meus agradecimentos aos policiais federais Betini e Tomazi que, com maestria, souberam trazer para dentro do texto aquilo que existe de mais importante e atual sobre Operações Especiais.

Rogério Greco
Procurador de Justiça

Ser cotiano é ser herói, mas não aquele herói em quadrinhos, e sim aquele anônimo, de carne e osso, forjado desde o início de sua inclusão na unidade. É aquele que treina à exaustão e mantém sua família em segundo plano. É aquele que coloca sua própria vida em constante risco, pelo puro prazer de salvar a de seu semelhante. Não há, para o cotiano, alegria maior que resgatar e salvar vidas, mesmo que isso enseje o perigo do sacrifício de sua própria existência. A mesma adrenalina é despejada no sangue quando se prende criminosos, usando-se táticas e técnicas especiais pouco convencionais, em operações muito bem delineadas neste livro. E de onde vem toda essa energia e disposição? Não pode ser da mente, pois estaríamos diante de confrontação com a razão; tampouco oriunda somente do dever de ofício. Acredito vir do coração, da vocação policial e na intenção de querer sempre algo melhor para sociedade. O livro, narrado por dois verdadeiros heróis, mostra isso, uma vida dedicada à carreira policial e à mercê de todas as intempéries da violência que convivemos no dia-a-dia em nosso país.

Rogério Giampaoli
Delegado de Polícia Federal
Coordenador do Comando de Operações Táticas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s